DESCRÍTICAS, DE ALMIR FEIJÓ

"Furioso como um raio, doce como uma cocada. E irresponsabilíssimo, de uma falta de medo assustadora."

Wally Salomão

 

"Os críticos em geral, têm o discurso. Almir tem a síntese, o sopro."

CLAUDIO GLASSBERG

"Elegante, sedutor, insinuante. Faz rir, discordar, se surpreender."

MARILÚ SILVEIRA

 

"Um discurso armado com estilo exemplar, de descarada competência."

JAMIL SNEGE

"Um texto caldalosamente, cheio de lusco-fuscos verbais, por um crítico de approach requintado e brilhante."

LÉLIO SOTTO MAIOR JR.

 

"Gostei muito".

Washington Olivetto

"Brilhante. Instigante".

Sylvio Back

Leio duas críticas por dia, para o livro durar mais.

Domingos Pelegrini.

 

 

 

voltar